Mais uma edição da Brigada do Amarelo

Caras amigas,
Caros amigos,

Na passada quarta-feira, lançámos, em parceria de cooperação com a Valorsul e na Escola Básica de Arcena, mais uma edição da Brigada do Amarelo.
É um projeto muito importante para a formação de uma nova consciência ambiental nas nossas comunidades, o qual, no presente ano, conta com cerca de 8000 alunos de 37 Escolas do Concelho.
Uma iniciativa que o Município tem vindo a promover no sentido de sensibilizar os mais novos para o objetivo da sustentabilidade ambiental, realçando a importância da separação seletiva dos resíduos e da reciclagem.
No ano passado, e em toda a área abrangida pela Valorsul, o nosso Município obteve o primeiro lugar neste projeto, resultado que naturalmente gostaríamos de ver repetido em 2017, apesar de não ser o nosso objetivo concorrer seja com quem for.
No domínio da recolha de resíduos, e por mais investimento público que possamos realizar, a responsabilidade cívica que a cada um de nós compete é fundamental.
Os investimentos que temos vindo a dinamizar nesta área estratégica de ação do Município, e que prosseguiremos no ano em curso, designadamente ao nível da renovação da Frota Ambiente de recolha, do reforço da rede de Ilhas Ecológicas, da substituição de contentores, da criação de novos espaços verdes ou da requalificação dos existentes, da conclusão ou do lançamento de novos parques urbanos, da beneficiação das Quintas Municipais e do Programa de Educação Ambiental, são essenciais e determinantes para um ambiente mais saudável.
Porém, conforme já referimos, necessitam de ser complementados com a responsabilidade, o contributo e a cooperação de todos.
Estão de parabéns, pelos resultados alcançados e pela significativa adesão, todas as alunas e todos os alunos das nossas Escolas que vão participar em mais uma edição da Brigada do Amarelo, Pais, Encarregados de Educação e Docentes.

Conto com todos para, juntos, continuarmos a fazer de Vila Franca de Xira um Concelho com paixão pela sustentabilidade ambiental.

Um abraço,

Alberto Mesquita
Presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira

OBRIGADA MÁRIO SOARES

Mário Soares partiu, mas só fisicamente, o seu nome e o seu percurso, cruzam-se com a história de Portugal, dos últimos cinquenta anos e nela ficará gravado o seu nome, de forma que não será apagado.
Figura nem sempre unânime é certo, mas quem sendo interventivo, como Soares o foi, conseguirá algum dia o acordo total das pessoas?
A verdade é que o seu legado de liberdade e Democracia a todos os Portugueses toca no momento da despedida.
A ele se devem momentos marcantes da vida dos portugueses pós vinte cinco de abril, a ele se devem as bases das políticas sociais, as primeiras reformas, a adesão de Portugal à Comunidade Económica Europeia (CEE) e a coragem de sempre, sempre fazer ouvir a sua voz em defesa de causas que pelo facto de tomar posição por antecipação, quase o deixavam só.
Mário Soares partiu, mas só fisicamente, porque o que conquistou para nós em todos os passos da sua vida política fica para a nossa história, que as gerações mais jovens terão a oportunidade de aprender a conhecer.
Foi muito visível a relação que estabeleceu com as gerações que viveram o vinte cinco de abril, mas foi surpreendente a presença em todos os momentos de muitos e muitos jovens, individualmente ou em família, com bebés ao colo. Fizeram questão de estar presentes.
Emocionou-me um jovem com 12 anos, que sozinho, escreveu "…Obrigada Mário Soares por tudo o que nos conseguiste até agora...".
A primeira vez que nos encontrámos com Mário Soares, foi em Alhandra, pós 25 de Abril, na Sociedade Euterpe Alhandrense, que se revelou pequena para acolher tanta e tanta gente que queria ouvir e ser arrastada pelo entusiasmo, daquele que consideramos ser o Pai da Liberdade!
Voltou muitas vezes e sempre com a mesma convicção e determinação de encantar e convencer, sempre defendendo os direitos, desde logo dos mais necessitados.
Esta é a sua história de vida e o garante de que os princípios não de perderão, porque a LIBERDADE e a DEMOCRACIA estão gravados no sangue dos Portugueses.

Vila Franca de Xira, 11 de janeiro de 2017.

Maria da Luz Rosinha
Deputada do Partido Socialista na Assembleia da República